Boletim Diário AHRESP (BDA 88) – 04.08.2020

Informações e Esclarecimentos

 

Inquérito AHRESP

A AHRESP realizou mais dois Inquéritos, um dirigido às empresas do alojamento turístico e outro direcionado às empresas da restauração e bebidas. Os Inquéritos decorreram entre o dia 31 de julho e o dia 3 de agosto de 2020, tendo-se obtido 1.377 respostas válidas.

 

Principais conclusões – Restauração e Bebidas:

 

  • Faturação
    • 75% das empresas registaram uma quebra de faturação acima dos 40%;
    • Para o mês de agosto, mais de 31% das empresas estimam uma quebra de faturação acima de 75%, comparado com agosto de 2019;
    • 43% das empresas declaram a intenção de avançar para a insolvência.
  • Salários e Emprego
    • 16% das empresas não conseguiram pagar salários em julho;
    • Mais de 30% não vai conseguir manter os postos de trabalho até ao final do ano.
  • Apoios à Manutenção dos Postos de Trabalho
    • 44% das empresas têm intenção de recorrer aos novos mecanismos de apoio à manutenção dos postos de trabalho;
    • Destes, 52% irá optar pelo Apoio à Retoma Progressiva e 48% pelo Incentivo Extraordinário à Normalização da Atividade;
  • Apoios Financeiros
    • 54% das empresas recorreram a financiamento. Destes requerentes, 84% tiveram o processo aprovado;
    • 39% das empresas pretendem recorrer à nova linha de crédito dos 1.000 milhões de euros.

 

Principais conclusões – Alojamento Turístico:

  • Faturação
    • Cerca de 26% das empresas não faturaram no mês de julho;
    • 20% das empresas esperam uma taxa de ocupação máxima de 10% para o mês de agosto, e cerca de 23% das empresas perspetivam uma taxa de ocupação entre os 10% e 30%;
    • 17% das empresas declaram a intenção de avançar para a insolvência.
  • Salários e Emprego
    • Mais de 22% das empresas não conseguiu pagar salários em julho;
    • 15% não vai conseguir manter os postos de trabalho até ao final do ano.
  • Apoios à Manutenção dos Postos de Trabalho
    • Apenas 25% das empresas têm intenção de recorrer aos novos mecanismos de apoio à manutenção dos postos de trabalho;
    • Destes, 68% irá optar pelo Apoio à Retoma Progressiva e 32% pelo Incentivo Extraordinário à Normalização da Atividade;
  • Apoios Financeiros
    • Apenas 31% das empresas recorreram a financiamento. Dessas, 86% tiveram o processo aprovado.

>>Consulte o estudo aqui

 

Minutas para apoio à retoma progressiva da atividade

Na sequência do novo Apoio Extraordinário à Retoma Progressiva da atividade, a AHRESP disponibiliza no seu site minutas para comunicação aos trabalhadores sobre a redução do respetivo período normal de trabalho (PNT), a vigorar nos meses de agosto e setembro e, posteriormente, de outubro a dezembro. Consulte as minutas aqui e aqui.

 

Abertura das candidaturas ao incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial

Abriu hoje, dia 4 de agosto, o período de apresentação de candidaturas para requerer o incentivo extraordinário à normalização da atividade. As empresas que pretendam beneficiar deste incentivo, nas modalidades de 1 ou de 2 salários mínimos por trabalhador, podem submeter o pedido no portal do IEFP aqui 

 

Alojamento turístico com quebras acima dos 80% em junho de 2020

O INE divulgou uma estimativa para a atividade turística, e em junho de 2020, o setor do alojamento turístico deverá ter registado, face ao período homólogo, uma quebra de 81,7% no número de hóspedes recebidos e de 85,1% no número de dormidas. Estima-se que as dormidas de residentes terão diminuído 59,8% (-85,9% em maio) e as de não residentes terão decrescido 96,0% (-98,4% em maio). Devido à pandemia COVID-19, cerca de 45,2% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes. Consulte o estudo completo aqui

MEDIDAS AHRESP

 

Estabelecimentos de Animação podem continuar a aceder ao lay off simplificado, mesmo funcionando como “cafés ou pastelarias”

Conforme a AHRESP defendeu, o Governo vem esclarecer que os estabelecimentos de animação noturna (bares e discotecas), que entendam retomar a sua atividade enquanto cafés ou pastelarias, cumprindo as regras vigentes em cada território, poderão continuar a usufruir do mecanismo de lay-off simplificado. Veja o esclarecimento aqui

Isenção da TSU no Apoio à Retoma Progressiva

No âmbito do apoio à retoma progressiva, a AHRESP defende a isenção da TSU a cargo da empresa, aplicável à totalidade das horas de trabalho (trabalhadas e não trabalhadas), e não apenas sobre as horas não trabalhadas.

Artigos Relacionados

SEJA ASSOCIADO AHRESP