Governo estabelece medidas de apoio às empresas devido ao aumento dos preços da energia 

O contexto geopolítico na Europa motivou a emissão, pela Comissão Europeia, da Comunicação 2022/C 131 I/01, intitulada Quadro temporário de crise relativo a medidas de auxílio estatal em apoio da economia na sequência da agressão da Ucrânia pela Rússia. A comunicação prevê medidas para garantir a liquidez das empresas, em especial das empresas de pequena e média dimensão, e o seu acesso a financiamento.

Neste âmbito, o Conselho de Ministros tem vindo a aprovar uma série de medidas, e, entre elas, estão medidas que têm em conta a intrínseca relação entre a mitigação do impacto dos custos energéticos e a promoção da eficiência energética e medidas especificamente dirigidas à formação e requalificação de trabalhadores de empresas direta ou indiretamente afetadas pelo aumento dos custos de energia e de desempregados, de forma a prevenir o desemprego, promover a manutenção dos postos de trabalho e estimular a criação de emprego.

E, mais recentemente, através Resolução do Conselho de Ministros n.º 87/2022, acrescentou medidas que são cumulativas ou prorrogam, conforme os casos, as medidas atualmente em vigor, nomeadamente de carácter fiscal, de apoio à inovação e à mitigação do aumento dos preços dos combustíveis.

Confira essas medidas em AQUI 

SEJA ASSOCIADO AHRESP