Boletim Diário AHRESP (BDA 149) – 29.10.2020

Informações e Esclarecimentos

 

AHRESP alerta para o cumprimento das regras sanitárias

A AHRESP alerta todos os seus Associados para que sejam especialmente escrupulosos no cumprimento de todas as regras sanitárias exigidas e recomendadas, quer pelas autoridades sanitárias, quer pela AHRESP, através do seu Guia de Boas Práticas em tempos de COVID-19, devidamente validado pela Direção-Geral da Saúde. Mais do que nunca é imperioso cumprir e fazer cumprir as regras, uma vez que mesmo os incumprimentos da responsabilidade dos clientes podem trazer prejuízos para os estabelecimentos. Consulte toda a informação que precisa no Site da AHRESP.

 

Webinar Fiscalidade e Turismo

O Gabinete de Apoio ao Empresário da Região de Turismo do Algarve (RTA) e a PwC realizam o Webinar Fiscalidade e Turismo – navegar em tempo de crise na próxima terça-feira, dia 3 de novembro, às 11h00, para esclarecimento dos empresários do setor turístico regional. Quais as particularidades da tributação do setor? Que incentivos existem e que medidas foram tomadas em 2020 para apoiar as empresas? Quais os grandes temas em discussão no Orçamento do Estado para 2021? Neste Webinar pretende-se responder a estas e outras questões relacionadas com a atividade turística. Para se inscrever, clique aqui

 

Setores do Alojamento e da Restauração não acompanham tendência de subida no número e valor das operações com cartões

De acordo com o Banco de Portugal, em setembro de 2020 as operações com cartões de pagamento superaram, pela primeira vez desde o início da pandemia, os números de 2019 (+0,1% em valor e +0,2% em quantidade). Contudo, a estrutura de despesa das famílias em setembro de 2020 difere da registada no mesmo mês do ano passado. As compras nos setores da Restauração e do Alojamento mantêm-se em terreno negativo (-14,4% e -42,7%, respetivamente). Mantém-se também a evolução negativa das compras efetuadas por estrangeiros (-50,9%), bem como dos levantamentos efetuados por este público (-35,5%). Saiba mais aqui

 

Ideias inovadoras com impacto no meio ambiente, sociedade e economia

O Turismo de Portugal (TP) lançou o programa Green Up, Programa de Ideação em Turismo, promovido pelos Territórios Criativos e o Turismo de Portugal, para ideias inovadoras com soluções B2B ou B2C com impacto positivo no meio ambiente, sociedade e economia e que valorizem os recursos naturais. Para mais informações, clique aqui.

 

Défice europeu regista valor mais alto desde 2002

Segundo estatísticas divulgadas pelo Eurostat, no segundo trimestre de 2020 o défice da União Europeia atingiu o valor recorde de -11,4% do PIB (-0,3% no período homólogo). Em Portugal, no segundo trimestre de 2020 o défice situou-se nos -9,2% do PIB, uma variação -8,9 p.p. face ao trimestre anterior.Consulte as estatísticas completas aqui.

MEDIDAS PROPOSTAS PELA AHRESP

Apoio não reembolsável para empresas com restrições de funcionamento

Face à iminente aplicação de novas medidas restritivas ao funcionamento da atividade económica da restauração e bebidas e do alojamento turístico, a AHRESP defende a atribuição de um financiamento não reembolsável para apoio direto à tesouraria das empresas. Esta medida está já a ser implementada noutros países, nomeadamente em Itália, onde o governo disponibilizou um novo pacote de medidas, com uma dotação de 5,4 mil milhões de euros, nomeadamente a atribuição de um financiamento não reembolsável para os restaurantes obrigados ao encerramento parcial, a partir de meados de novembro de 2020.

 

Segurança Social procede à atualização do sistema para incluir novas condições do Apoio à Retoma Progressiva

No âmbito do Apoio Extraordinário à Retoma Progressiva, entre 29 e 31 de outubro as empresas podem apresentar os requerimentos relativos ao mês de setembro. Complementarmente, e conforme a AHRESP já tinha alertado, o sistema da Segurança Social Direta também já se encontra atualizado e passa a ser possível requerer o apoio consoante as novas condições anunciadas, permitindo o acesso a empresas com quebras de faturação entre 25% e 39% e possibilitando o aumento da redução do período normal de trabalho até 100% para empresas com quebras a partir de 75%. As entidades empregadoras que já tenham apresentado o requerimento de outubro e pretendam alterar a variação da quebra de faturação devem anular o pedido introduzido e apresentar um novo.

Artigos Relacionados

SEJA ASSOCIADO AHRESP