Boletim Diário AHRESP (BDA 245) – 19.03.2021

 

INFORMAÇÕES E ESCLARECIMENTOS

AHRESP lança inquérito sobre o impacto da implementação da Portaria 262/2020 no Alojamento Local

No âmbito da monitorização do desempenho do setor do alojamento turístico que a AHRESP tem vindo a realizar, torna-se urgente percecionar os impactos que a implementação da nova Portaria 262/2020 está a criar no Alojamento Local.

Tendo chegado ao conhecimento da AHRESP muitos relatos sobre as dificuldades da implementação desta nova portaria, a AHRESP realiza um inquérito de monitorização que permitirá avaliar as razões pelas quais a sua implementação é problemática.

Relembramos que a participação é da maior relevância para que possamos dispor de informação detalhada sobre as preocupações atuais, de forma a podermos atuar junto do Governo, através da defesa de medidas que ajudem a ultrapassar os problemas na implementação da legislação.

Agradecemos antecipadamente a sua colaboração, que nos deve ser enviada até ao final do próximo dia 24 de março de 2021.

Para responder ao inquérito clique aqui

  

Hotel 4.0

Quais são os desafios que a hotelaria enfrenta num contexto de forte aceleração digital e alteração de comportamentos dos consumidores no âmbito da economia da sustentabilidade?

A AHRESP pretende dar um contributo decisivo para uma reflexão estratégica de alto nível e arrancou, por isso, com o projeto Hotel 4.0.

Durante dois anos, a AHRESP reunirá especialistas em think tanks e conferências de reflexão e prospetiva sobre temas associados a esta temática. O arranque do projeto, que conta com o jornal Publituris como media partner, decorreu com um think tank que reuniu especialistas, como Francisco Jaime Quesado, Economista e Gestor, Sérgio Guerreiro, Presidente do Comité de Turismo da OCDE, Anna Monjo – ACCIO – Generalitat da Catalunha e Luis Ferreira, da Birds & Trees. O próximo evento decorre brevemente e será aberto ao público.

No Site do Hotel 4.0 poderá acompanhar as suas novidades. Consulte o Site do projecto em https://hotel4zero.pt/ ou o Manual de Negócios AHRESP

 

Prevenção e controlo da Legionella em estabelecimentos após interrupção parcial ou total

Devido à atual pandemia de COVID-19, alguns estabelecimentos têm estado encerrados na sua totalidade ou parcialmente (parte do edifício/instalações/infraestruturas).

De forma a prevenir problemas de qualidade da água, designadamente problemas de proliferação e de disseminação da bactéria Legionella nas instalações dos estabelecimentos em que se verificam interrupções do funcionamento, designadamente nos empreendimentos turísticos, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo elaborou um documento que descreve os procedimentos considerados adequados a implementar antes do reinício do seu funcionamento.

Não obstante a área geográfica de ação da entidade autora do documento, consideramos útil partilhar a informação nele contida, por configurar boas práticas no contexto nacional.  Veja o documento aqui

 

Turismo de Portugal satisfeito com livre-trânsito digital

O Turismo de Portugal recebeu “com agrado” a notícia sobre a proposta legislativa da Comissão Europeia para a criação de um livre-trânsito digital que comprove a vacinação, testagem ou recuperação da COVID-19, com vista à retoma da livre circulação entre Estados-membros.

Este tema foi suscitado na reunião extraordinária de Ministros do Turismo da União Europeia, realizada em Lisboa no passado dia 1 de Março, e reiterada na reunião de Diretores Gerais de Turismo a 8 de Março.

Para o Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, “esta é uma medida importante para a recuperação de uma das indústrias mais afetadas pela pandemia global. O Turismo de Portugal e os seus congéneres europeus manifestaram recentemente em Lisboa estar preparados e disponíveis para colaborar com a Comissão Europeia para que esta solução venha a ser implementada em tempo recorde no espaço europeu e possa, em breve, ser extensível a mercados não Schengen”Veja o comunicado do Turismo de Portugal

 

Manifesto Europe satisfeito com livre-trânsito digital

Mais de 60 organizações públicas e privadas europeias do turismo vieram ontem a público expressar o seu apoio à criação do livre-trânsito digital apresentado pela Comissão Europeia e apelam para que a implementação seja feita a tempo de salvar o verão de 2021.

A aliança pede ao Parlamento Europeu e ao Conselho Europeu que aprovem rapidamente a proposta, de forma aos estados membros implementarem rapidamente o certificado. Saiba mais aqui

 

Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores propõe programa especial de apoio à economia de Ponta Garça e Rabo de Peixe

Na sequência das cercas sanitárias implementadas nas freguesias de Ponte da Garça e de Rabo de Peixe, que causaram prejuízos superiores face à generalidade da ilha de São Miguel, a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores recomenda ao Governo Regional dos Açores que implemente um programa de recuperação económica e social específico para as estas freguesias.

Este programa de apoio deverá contemplar a criação de apoios sociais específicos e a majoração de outros existentes para as micro, pequenas e médias empresas, bem como para empresários em nome individual, cujas atividades estiveram totalmente encerradas devido à implementação de cercas sanitárias. Saiba mais aqui

 

Regresso a “casa”

A AHRESP agradece a todos os que regressaram ao seu café, pastelaria ou restaurante favorito para beber um café ou adquirir a sua bebida – ou comida – preferida.

A AHRESP lembra que as regras devem ser cumpridas, e que não se pode consumir à porta dos estabelecimentos ou nas suas imediações. Quanto à venda de bebidas alcoólicas, esta está proibida entre as 20h às 06h.

Medidas ahresp

HOTREC e EFFAT defendem apoios para além de 2021

A HOTREC, que representa as associações europeias de hotéis, restaurantes e cafés, e a Federação Europeia de Sindicatos de Alimentação, Agricultura e Turismo (EFFAT) emitiram ontem um comunicado apelando à União Europeia e aos Estados-membros para prolongarem os apoios, através de ajudas estatais, fundos de coesão, apoios à manutenção de emprego, entre outros, o tempo que for necessário, mesmo para além de dezembro de 2021, como a AHRESP tem vindo a defender.

O mesmo comunicado enumera uma série de recomendações para apoiar as empresas no setor da hospitalidade, que continuam a lutar para sobreviver e para salvar milhões de postos de trabalho. Entre os conselhos, está a implementação de medidas que evitem os elevados níveis de endividamento das empresas, que assegurem os rendimentos dos trabalhadores e que apoiem o reforço das competências profissionais, assim como a requalificação dos recursos humanos.

Ao mesmo tempo, é preciso “atrair a confiança dos consumidores”. Saiba mais aqui

 

Reativação da medida APOIAR Restauração

Com a reabertura do setor da restauração e similares no horizonte, e de acordo com o plano de desconfinamento previsto, serão impostas novas restrições ao horário de funcionamento dos estabelecimentos, que ficarão novamente forçados a encerrar às 13 horas aos fins-de-semana.

Nesse sentido, a AHRESP defende que a medida “APOIAR Restauração” seja reativada, para que as empresas possam receber devida compensação por esta grave limitação ao funcionamento, que para muitos estabelecimentos, são os dias de maior faturação.

Artigos Relacionados

SEJA ASSOCIADO AHRESP