.

Prémios AHRESP

GALA DOS PRÉMIOS AHRESP REVELOU OS VENCEDORES DE 2019

O Prémio Carreira foi entregue a Emílio Andrade, empresário da restauração com 98 anos, proprietário da Adega Tia Matilde, em Lisboa. Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro de Portugal, recebeu o Prémio Excelência.
previous arrow
next arrow
Slider

O restaurante Epur, o Chef António Loureiro, o Chão do Rio – Turismo de Aldeia e a Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa são os grandes vencedores da 5ª edição dos Prémios AHRESP, que distinguem os melhores do ano no setor do Turismo, Hotelaria e Restauração, nas categorias de Conceito/Marca, Jovem Empresário/Empreendedor do Ano, Sustentabilidade Ambiental e Entidade Regional de Turismo, respetivamente.

A entrega de galardões teve lugar a 24 de maio, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, com apresentação de Catarina Furtado e premiou igualmente a Feira do Fumeiro de Vinhais como Contributo para a Defesa da Gastronomia como Património Nacional, a Accessible Portugal como Produto ou Serviço do Ano, o programa da TVI “A Minha é Melhor que a Tua” na categoria de Programa de Divulgação de Oferta Turística, a Cozinha Popular da Mouraria como Projeto de Solidariedade e o Amass. Cook. na categoria de Site ou Projeto Digital.

A Comissão de Honra dos Prémios AHRESP homenageou igualmente João Pires e Manuel Marques como Técnico de Serviço de Restauração e Similares e Técnico de Serviço de Alojamento, respetivamente, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto como Entidade Formadora e a Pastelaria Canelas na categoria Portugueses Lá Fora. O Prémio Carreira foi entregue a Emílio Andrade da Adega Tia Matilde, em Lisboa e o Prémio Excelência foi dedicado a Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro de Portugal.

Entre as categorias votadas pelo público, os vencedores distinguem-se de diversas formas:

– O restaurante Epur do Chef francês Vincent Farges, localizado no Chiado, em Lisboa é o galardoado na categoria Conceito/Marca e tenta levar os visitantes a uma viagem de cozinha purista, simples, privilegiando a proximidade entre a frescura do produto e do produtor;

– O Chef António Loureiro foi considerado o Empreendedor do Ano com o Restaurante A Cozinha, em Guimarães, ao tentar aligeirar e dar um toque contemporâneo à cozinha tradicional da cidade-berço;

– Na categoria Sustentabilidade Ambiental o vencedor é o Chão do Rio, no sopé da Serra da Estrela, perto de Seia. O espaço é rodeado por um extenso arvoredo e encetou diversas iniciativas sustentáveis, promovendo a biodiversidade, incentivando experiências amigas do ambiente, divulgando o património local e reduzindo impactos ambientais através de várias medidas;

– Como Contributo para a Defesa da Gastronomia como Património Nacional, a Feira do Fumeiro de Vinhais destacou-se pela participação de 150 produtores de fumeiro e um Espaço Gourmet, com vários stands de produtos de excelência, aos quais alia outros produtos naturais da região, artesanato, espetáculos musicais, arraial, luta de touros, tasquinhas, restaurantes e outras atividades durante quatro dias;

– Já a Accessible Portugal foi distinguida como Produto ou Serviço do Ano pela promoção do Turismo Acessível para Todos, no território nacional;

– O programa da TVI “A Minha é Melhor que a Tua” percorre Portugal em busca das melhores iguarias nacionais, sendo por isso distinguido como Programa de Divulgação de Oferta Turística;

– A Cozinha Popular da Mouraria foi galardoada com o Projeto de Responsabilidade Social ao criar uma cozinha comunitária para integração de todos e onde cada um pode cozinhar para fora numa cozinha certificada, cumprindo as regras da ASAE;

– O Amass. Cook. é um blog dedicado à gastronomia nortenha portuguesa, nomeadamente na cidade do Porto e arrecadou o Prémio de Site/Projeto Digital.

SEJA ASSOCIADO AHRESP