Dormidas de residentes aumentam, mas de não residentes diminuem

Instituto Nacional de Estatística refere que as datas do Carnaval e da Páscoa, em meses diferentes face ao ano anterior, são uma condicionante a ter em conta na interpretação destes resultados. 

O setor do alojamento turístico registou 1,8 milhões de hóspedes e 4,5 milhões de dormidas em março de 2019, correspondendo a variações de +3,5% e -0,2%, respetivamente, anunciou o Instituto Nacional de Estatística (INE), esta quarta-feira. Em fevereiro, as variações tinham sido de +2,5% e -1,5%, pela mesma ordem.

As dormidas de residentes cresceram 4,8%, em comparação com -3,8% em fevereiro, e as de não residentes recuaram 2,2%, face a -0,5% no mês anterior.

“Estes resultados estão condicionados pelos diferentes meses das épocas festivas face ao ano anterior, por um lado beneficiando do Carnaval em março de 2019 (no ano anterior em fevereiro), mas, por outro, sujeitos ao efeito base desfavorável da Páscoa em março de 2018 (no corrente ano celebrada em abril)”, pode ler-se no relatório da agência de estatísticas.

Os proveitos abrandaram, sendo que no total apresentaram um crescimento de 3,1%, em comparação com +4,2% em fevereiro, atingindo 246,8 milhões de euros.

SEJA ASSOCIADO AHRESP