LINHA DE APOIO À TESOURARIA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TURISMO DE PORTUGAL

06 janeiro 2021

Inicialmente destinada apenas a microempresas, a Linha de apoio à tesouraria do Turismo de Portugal passa também a abranger as pequenas empresas do setor do turismo. É uma linha de apoio financeiro à tesouraria, sem juros, e tem acesso direto através do Turismo de Portugal.

O valor do financiamento corresponde a 2250 euros x nº de postos de trabalho na empresa a 29 de fevereiro de 2020 (para microempresas) ou a 30 de novembro de 2020 (para pequenas empresas). O apoio é reembolsável no prazo máximo de 3 anos, incluindo um período de carência de 12 meses. Este financiamento não vence juros.

20% do crédito pode ser convertido em fundo perdido, caso até 30 de setembro de 2021 (para microempresas) ou a 30 de novembro de 2021 (para pequenas empresas) a empresa não tenha feito cessar contratos de trabalho ao abrigo das modalidades de despedimento coletivo, de despedimento por extinção do posto de trabalho ou de despedimento por inadaptação.

Consulte a legislação aplicável, bem como toda a informação oficial do Turismo de Portugal.

Para ter acesso ao download dos Pdf´s clique no botão “Ver mais” e faça log-in.

Depois volte a entrar nesta página.

Download de ficheiros

LinhaApoio Tesouraria Turismo DespachoNormativo 1-2021 968.22 KB
Download
Ficha informativa Turismo de Portugal 44.15 KB
Download
FAQ Turismo de Portugal 86.75 KB
Download

LINHA DE CRÉDITO PARA INQUILINOS E SENHORIOS

06 janeiro 2021

Financiamento destinado a apoiar o pagamento de rendas, sem restrição de acesso para quem já acedeu a outras linhas de crédito.

Os estabelecimentos que permaneçam encerrados por determinação legislativa são também elegíveis para esta linha de crédito, com prazo de reembolso até 6 anos e período de carência de 12 meses.

Aguardamos a regulamentação deste financiamento e a abertura da Linha.

FUNDO DE TESOURARIA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

06 janeiro 2021

Trata-se de um financiamento com dotação de 750 milhões de euros, destinado a micro e pequenas empresas. O período de carência é de 18 meses e o reembolso poderá ser efetuado até 5 anos.

Aguardamos a regulamentação deste financiamento e a abertura da Linha.

LINHA DE CRÉDITO PARA ATIVIDADES EXPORTADORAS E EMPRESAS DO SETOR DO TURISMO

18 janeiro 2021

A partir de 18 de janeiro de 2021, as empresas exportadoras do CAE 55 podem apresentar candidaturas a esta Linha de crédito, gerida pelo Banco Português de Fomento.

Cada empresa pode receber até 4 mil euros por posto de trabalho, com uma componente de 20% a fundo perdido.

As candidaturas devem ser apresentadas junto das instituições de crédito aderentes.

Consulte o regulamento aqui

LINHA DE CRÉDITO PARA EMPRESAS DE EVENTOS

18 janeiro 2020

 

A partir de 18 de janeiro de 2021, as empresas que atuem na área de montagem de eventos, seja ao nível das infraestruturas ou do audiovisual, podem apresentar candidaturas a esta Linha de crédito, gerida pelo Banco Português de Fomento.

Cada empresa pode receber até 4 mil euros por posto de trabalho, com uma componente de 20% a fundo perdido.

As candidaturas devem ser apresentadas junto das instituições de crédito aderentes.

Consulte o regulamento aqui

LINHA DE CRÉDITO PARA GRANDES EMPRESAS

06 janeiro 2020

Financiamento destinado a grandes empresas dos setores mais afetados.

Aguardamos a regulamentação deste financiamento e a abertura da Linha.

APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA TURÍSTICA

14 janeiro 2020

 

O Turismo de Portugal, em parceria com o sistema bancário, renovou e reforçou a Linha de Apoio à Qualificação da Oferta Turística, destinada ao financiamento a médio e longo prazo de projetos turísticos.

São elegíveis investimentos que se traduzam:

  • na requalificação de empreendimentos, estabelecimentos e atividades;
  • na criação de empreendimentos, estabelecimentos e atividades a implementar em territórios de baixa densidade.

Para acederem à Linha de Apoio à Qualificação da Oferta 2021, as empresas turísticas devem prever a realização de investimentos nas áreas da gestão ambiental e da acessibilidade.

O financiamento é repartido entre a Banca (60%) e o Turismo de Portugal (40%), sendo que a parcela do Turismo de Portugal não vence juros. Em projetos a implementar em territórios de baixa densidade e em toda a região NUT-II do Algarve, a parcela de financiamento do Turismo de Portugal atinge os 75%.

São enquadráveis os seguintes CAE:

  • 551 – Estabelecimentos hoteleiros
  • 55201 – Alojamento mobilado para turistas (enquadramento limitado ao alojamento local na modalidade de estabelecimentos de hospedagem ou moradias)
  • 55202 – Turismo no espaço rural
  • 55204 – Outros locais de alojamento de curta duração (enquadramento limitado ao alojamento local na modalidade de estabelecimentos de hospedagem ou moradias)
  • 55300 – Parques de campismo e de caravanismo
  • 561 – Restaurantes
  • 563 – Estabelecimentos de bebidas

O enquadramento da operação deve ser requerido pela empresa junto de uma das instituições de crédito protocoladas.

Consulte a informação oficial do Turismo de Portugal.

Download de ficheiros

Linha de Apoio à Qualificação da Oferta Turística - Protocolo 2021 362.54 KB
Download
Linha de Apoio à Qualificação da Oferta Turística - Ficha informativa - Algarve 2021 217.65 KB
Download
Linha de Apoio à Qualificação da Oferta Turística - Protocolo 2021 362.54 KB
Download

MORATÓRIA PÚBLICA PARA CONTRATOS DE CRÉDITO BANCÁRIO

22 dezembro 2020

 

Está em vigor uma moratória pública em que empresas e consumidores com contratos de crédito têm a possibilidade de solicitar junto do Banco o seu não pagamento até 30 de setembro de 2021. As empresas com créditos que, a 1 de outubro de 2020, não se encontravam abrangidos pela moratória podem ainda aderir a esta medida até 31 de março de 2021.

Se as empresas optarem pelo não pagamento do capital e juros, após 30 de setembro de 2021 a mensalidade será ajustada. Se optarem pelo não pagamento apenas do capital, após 30 de setembro de 2021 a mensalidade mantém-se inalterada. Em qualquer dos casos, e com a aprovação destas moratórias, o prazo do contrato de empréstimo é prolongado automaticamente pelo respetivo número de meses.

Consulte a legislação aplicável aqui