Boletim Diário AHRESP (BDA 177) – 10.12.2020

Informações e Esclarecimentos

 

Organização Mundial de Turismo reuniu em Lisboa

A 7ª Reunião Virtual do Comité de Crise da Organização Mundial do Turismo (OMT) decorreu ontem em Lisboa. Foi a primeira vez que esta reunião foi realizada fora de Madrid, Espanha. Na reunião estiveram presentes o Secretário-Geral da OMT, Zurab Pololikashvili, e a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, enquanto outros intervenientes participaram à distância.

Em conferência de imprensa, o Secretário-Geral da OMT destacou a importância de serem definidas orientações iguais para os viajantes a nível mundial. Pololikashvili reconheceu a necessidade de haver apoios às empresas para os meses de inverno e aconselhou os empresários a prepararem-se para o verão, já que com as novas vacinas no horizonte e regras que garantam que tudo corre bem, a confiança irá regressar e mais pessoas vão querer viajar.

 

Vídeo da DGS sobre técnica de lavagem das mãos foi o mais visto em 2020

Em 2020, o vídeo mais popular no Youtube em Portugal  foi da autoria da Direção-Geral da Saúde e incidiu sobre a técnica de lavagem das mãos.

Contando com a participação do jornalista Luís Castro, este vídeo demonstra o modo correto da lavagem das mãos, uma das medidas mais eficazes na prevenção da COVID-19.

A lavagem frequente das mãos é uma das medidas mais eficazes para travar a transmissão do coronavírus. Veja o vídeo aqui.

 

Etiqueta energética de produtos está a mudar

A etiqueta energética de produtos está a mudar. Visando tornar mais clara a informação disponível na etiqueta energética, a União Europeia reviu e otimizou a etiqueta de acordo com as necessidades do consumidor, sendo o regresso à escala de A a G a diferença mais significativa.

São vários os produtos que terão a nova etiqueta energética em 2021. Para que no momento da compra de equipamentos possa tomar uma decisão informada e consciente. Saiba mais aqui

 

Formação em serviço de vinhos

A AHRESP e a ViniPortugal vão iniciar já para a semana, no dia 16, um conjunto de formações à distância sobre o serviço de vinhos. Esta formação terá 3 níveis de qualificação (iniciação, intermédio e avançado) e cada nível tem a duração de 3 horas (das 15h00 às 18h00).

A frequência destas formações permitirá desenvolver competências que vão desde a identificação dos vinhos nacionais, associando-os às castas e às regiões, à arte dos blends, até às melhores harmonizações gastronómicas, orientados os participantes para um excelente serviço de vinhos. As inscrições estão limitadas a 15 participantes.

Para fazer a sua inscrição e ter acesso aos conteúdos da formação, consulte esta página.

Medidas ahresp

Governo anuncia medidas positivas em linha com propostas apresentadas pela AHRESP

O comunicado do Conselho de Ministros de hoje e a conferência de imprensa do Ministro da Economia vieram confirmar a aprovação de algumas das medidas que têm vindo a ser propostas pela AHRESP, e trabalhadas em conjunto com o Governo. Deonde se destaca:

  1. Prorrogação do Apoio à Retoma Progressiva até ao final do primeiro semestre de 2021;
  2. Apoio simplificado para as micro empresas que podem optar pelo Apoio à Retoma Progressiva ou por dois salários mínimos por trabalhador, pagos em duas tranches no primeiro semestre de 2021;
  3. O alargamento do Programa Apoiar a médias empresas e empresários em nome individual sem contabilidade organizada;
  4. O lançamento de apoios diretos sob a forma de subsídio s fundo pedido, destinados a fazer face a custos com rendas não habitacionais de micro, pequenas e médias empresas que atuem em setores particularmente afetados pelas medidas excecionais aprovadas no contexto da pandemia da doença Covid-19;
  5. Alargamento da linha de crédito dirigida ao setor industrial exportador, aumentando a sua dotação e passando a incluir as empresas que operam no setor do turismo como potenciais beneficiárias;
  6. Apoios diretos a grandes empresas, sob a forma de crédito garantido pelo Estado, com possibilidade de conversão parcial em crédito a fundo perdido mediante a manutenção dos postos de trabalho, por forma a garantir um apoio imediato à liquidez, eficiência operacional e saúde financeira de curto-prazo;
  7. Alargamento do período de suspensão dos efeitos da cessação dos contratos de arrendamento, estabelecendo-se um regime para os estabelecimentos que tenham sido encerrados, por medida legal ou administrativa, em março de 2020, e que, a 1 de janeiro de 2021, ainda permanecem encerrados.
  8. Foi ainda determinada a flexibilização, no 1º semestre de 2021, do cumprimento das obrigações tributárias em sede de IVA, como forma de apoiar e reforçar a liquidez das empresas. Para quem tenha uma quebra de faturação de, pelo menos, 25 % face ao período homólogo, podendo efetuar pagamentos em três ou seis prestações mensais, sem juros;
  9. Medidas específicas para estabelecimentos encerrados desde março (bares e discotecas).

A AHRESP congratula-se pelas medidas anunciadas pelo Ministro da Economia, que têm um alcance de médio prazo, estando de acordo com muitas das medidas que a AHRESP vinha propondo como necessidade imperiosa para evitar graves problemas no tecido empresarial e consequente despedimento de muitos dos nossos trabalhadores.

Artigos Relacionados

SEJA ASSOCIADO AHRESP