AHRESP alerta para o prejuízo de uma nova greve e apela ao bom-senso

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) manifesta-se extremamente preocupada com as repercussões de uma nova greve dos motoristas de materiais perigosos

Perante a nova ameaça, a AHRESP vem uma vez mais chamar à atenção para os prejuízos que uma greve dos motoristas de materiais perigosos irá provocar, ao comprometer o abastecimento regular de combustível. Uma nova greve irá causar danos irreparáveis à nossa economia no seu todo, e ao nosso Turismo em particular, especialmente numa altura em que a maior parte dos portugueses e turistas estrangeiros se deslocam para os seus destinos de férias, receando nós que muitas reservas não se venham a verificar e muitas viagens fiquem por concretizar.

Por outro lado, a AHRESP não pode deixar também de alertar para as consequências desta greve, ao impedir o abastecimento de matérias-primas, como produtos alimentares e que são indispensáveis para se confecionarem refeições que são fornecidas em empresas e instituições, mas sobretudo em locais sensíveis, como é o caso dos lares, das prisões e dos hospitais.

Não obstante as razões, que possam, ou não, assistir a quem declara esta greve, o interesse nacional deverá sempre prevalecer, razão pela qual a AHRESP apela ao bom-senso de todas as partes envolvidas, para que rapidamente cheguem a um entendimento, na certeza porém de que caberá ao Estado garantir que recorrerá a todos os meios ao seu alcance para minimizar os impactos negativos que esta ação possa provocar.

A AHRESP considera que a greve dos camionistas é preocupante e já fez chegar a sua posição e as suas preocupações a diversos ministérios, nomeadamente aos que terão intervenção na definição dos serviços mínimos que devem ser observados durante esta previsível paralisação.

Para saber o que dissemos a cada um dos ministérios:

Download de ficheiros

Turismo Posição da AHRESP: greve motoristas serviços mínimos 290.39 KB
Download
Turismo AHRESP greve motoristas materias perigosas 211.75 KB
Download

Para saber onde se pode dirigir caso seja declarada crise energética, consulte a Lista de postos de abastecimento pertencentes à Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA), consulte os links:

Artigos Relacionados

SEJA ASSOCIADO AHRESP