Alojamento Turístico: Dormidas Hóspedes | Proveitos | RevPar

Mercado interno mantém crescimento em novembro +10,9%. 

De acordo com os dados divulgados (15.janeiro.2019) pelo INE, a hotelaria, registou no mês novembro de 2018, 1,3 milhões de hóspedes e 3,3 milhões de dormidas, correspondendo a variações homólogas de +6,3% e de +4,6%, respetivamente.

O mercado interno contribuiu com um aumento das dormidas de +10,9%, no entanto de realçar a subida neste mês, do mercado externo +2,2%, face a novembro de 2017.

O RevPAR assinalou um crescimento homólogo de +2,7%, tendo-se fixado nos 33,7€. Por regiões o valor mais elevado pertenceu à Área Metropolitana de Lisboa, com 63,5€, no entanto os crescimentos homólogos mais elevados ocorreram no Norte (+16,2%) e no Alentejo (+10,4%).

Os proveitos totais atingiram os 189,3 milhões de euros e os de aposento 134,3 milhões de euros, com crescimentos homólogos de +6,3% e de +6,1%, respetivamente.

Por regiões destacaram-se os aumentos dos proveitos no Norte (+19,4% nos proveitos totais e +21,1% nos de aposento), e na R.A. Açores (+10,6% e +12,7%, respetivamente).

As dormidas em hotéis apresentaram um crescimento de +6,3%, face ao período homólogo, com uma representação de 76,1% do total das dormidas. Por tipologias de referir os crescimentos ocorridos nos aldeamentos e nos apartamentos turísticos, +13,3% e +11,4%, respetivamente.

No mês de novembro, os turistas oriundos de Espanha cresceram +20,7%, os E.U.A. (+25,4%), e o Canadá (+10,3%), face a novembro de 2017.

Por regiões, o destaque vai para a região Norte (+12,8%), e para o Alentejo (+11,6%), em sentido contrário a região da Madeira apresentou uma quebra de -3,1%, face ao período homólogo.

Acumulado a Novembro

De janeiro a novembro de 2018, os estabelecimentos hoteleiros registaram 19,8 milhões de hóspedes (+1,6%), e 54,8 milhões de dormidas (-0,2%), face ao período homólogo.

Os mercados com os maiores crescimentos, face a igual período de 2017, foram o norte-americano (+20,0%), e o canadiano (+16,4%).

A nível regional salientam-se os aumentos ocorridos na região do Norte (+5,5%), e do Alentejo (+3,7%).

Em relação às dormidas de residentes, registaram-se aumentos em todas as regiões, destacando-se o Algarve (+10,2%), Açores (+5,5%) e o Centro (+5,4%).

Os proveitos totais atingiram os 3.431,4 milhões de euros e os proveitos de aposento os 2.539,3 milhões de euros, apresentando crescimentos homólogos de +6,0% e +6,5% respetivamente.

O RevPar no acumulado a novembro fixou-se no valor de 54,5€, (+4,7%, face ao período homólogo).

Nota: Lembramos que estes dados dizem apenas respeito aos estabelecimentos hoteleiros, aldeamentos e apartamentos turísticos e outros, e não englobam o Alojamento Local.

Artigos Relacionados

SEJA ASSOCIADO AHRESP